Como surgiu a roda do ano

Atualizado: 11 de Set de 2020

Sinta esse magia!

uma mulher segurando uma roda do ano da Deusa
Roda do ano da Deusa

Há muitas rodas do ano atrás nossos ancestrais que aqui viviam, via a terra como a representação da grande mãe, a senhora que tudo dá e também que tudo tira, a deusa do nascimento, crescimento, florescimento e da morte, tudo vem dela e tudo volta para ela. Uma deusa andrógina que se auto fertiliza e carrega dentro de si a harmonia do feminino e masculino, dando a luz ao Deus sol, que logo cresce e se transforma em seu companheiro amoroso, a engravida e depois morre, porem deixando sua semente de vida no ventre da grande mãe, iluminando a esperança de luz e calor no mundo.


Um ciclo sem fim.

A Deusa está sempre voltando a nascer, crescer e morrer em um ciclo sem fim de vida-morte-vida.

Para conseguir alimento, abrigo e agua fresca os humanos primitivos deveriam estar sempre em alerta, sentir a menor diferença na brisa ou a amarelamento das folhas em sua volta, tudo deveria ser muito bem observado, sua segurança dependia disso. Dessa forma desenvolvendo uma grande sensibilidade com os efeitos naturais e climáticos de cada região, a contemplação do sol e da lua, lhe dava referencia de como seria aquela estação e como ele poderia se preparar e o que esperar dela, suas preocupações sobre o momento e onde caçar. Plantar, montar abrigos, tudo isso dependia de uma boa leitura do tempo e das estrelas.


Como víamos a terra.

Esses humanos viam a terra como uma grande roda circular, e usavam sua mente subconsciente para se conectar em seu tempo de ciclo de vida-morte-vida a vida nascia e passava por ciclos e ritos de passagem como o de uma mulher e novamente voltava a morrer, dando espaço para a nova vida então ressurgir. .


Sinta a grande mãe.

Ver a natureza como uma grande mãe geradora e nutridora, ajudou a esses povos a ver a mulher como sagrada e nutridora também. Assim como a grande mãe que passa por seus processos de vida na primavera e logo começa a morrer no outono a mulher também passa pelos mesmos processos durante o mês, sendo elas ligadas pelos ritmos da terra e também da lua

Estudar a roda do ano e também estudar a roda do feminino dentro dos ensinamentos sagrados, pois tudo que esta na natureza, reverbera dentro de uma mulher. Nós mulheres carregamos dentro de nós os ensinamentos que foram passados de geração a geração, assim como as pedras que carregam dentro de si toda a memória da terra, ser mulher e ter uma grande capacidade de conexão natural com a grande mãe, pois somos reflexos de seu poder Estar conectada com a grande mãe, e viver os seus ritmos naturais e abençoa-los a cada estação, e sentir seu sabor a cada fruta da época e entender que tudo tem um processo e ter a paciência necessária para poder desfrutar de cada uma.

Você sabe qual é as frutas da estação de sua cidade?
Te convido a observar os bosques, parques e a feira de sua vizinhança e tentar se sintonizar com essas frutas que estão cheias de mensagem de cura e amor 


12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo